A Falsa Origem do Cristianismo

Por Ivani Medina

Anúncios

Sobre Luísa L.

Portuguesa, alentejana, apaixonada pelas artes e letras em todas as suas manifestações.
Esta entrada foi publicada em Vídeos com as etiquetas , , , . ligação permanente.

13 respostas a A Falsa Origem do Cristianismo

  1. Luísa, muito obrigado pelo apoio. Meu modestíssimo escore de assistentes vai aumentar contigo.
    Beijos.

    • Luísa L. diz:

      Quem me dera que assim fosse, meu amigo, os meus escritos ainda têm poucos leitores. Mas são bons! E os teus vídeos têm que ser divulgados, porque são importantes para a compreensão desta trama!
      Beijos

  2. Gilberto diz:

    Parabéns Ivani e Luísa,
    Tenho certeza que a semente plantada em prol da desmistificação da religiosidade dará bons frutos a partir daqui.
    Um grande abraço
    Giba

  3. Eduardo Medeiros diz:

    Interessante o vídeo. Não conheço o Ivani mas ele deve ser um historiador, pois escreve com muita certeza do que diz mesmo sem citar fontes. Mas gostaria de fazer umas observações, e eu não sou historiador, portanto, perdoe-me os equívocos se eu cometê-los.

    Eu concordo que o cristianismo é mais grego do que judeu, mas suas raízes, sem dúvidas, são judaicas. E é mais grego por que desde cedo a filosofia grega foi usada para compor a teologia cristã.

    Os judeus, apesar da sua profunda identidade de povo eleito por Javé, não deixou de receber influências de outros povos em seu pensamento religioso. Não é exato, creio, que todos os judeus rejeitassem a cultura grega e que os judeus apoiassem os romanos. Haviam muitos judeus helenistas assim como havia vários judeus que queriam ver o império romano no chão.

    Realmente, interpretar a história é um labor difícil e muitas vezes caímos na tentação de interpretar o passado de acordo com nossa visão do passado. Por exemplo, chamar os judeus de “sectários” de acordo com o que entendemos hoje por sectarismo. Os judeus se viam sim como povo escolhido por deus, mas não havia no pensamento judaico(pelo menos não nos grandes profetas) que todos os pagãos deviam morrer e que somente houvessem judeus na terra. Os judeus se viam como uma luz para todos os povos, um direcionador para a Lei divina, nada muito diferente hoje da cultura americana.

    As sociedades não são homogêneas, o povo judeu do século I eram divididos em vários ramos, muitas vezes, fazendo antagonismos uns com os outros. Seria inevitável que o movimento de Jesus que começou judeu, na Galiléia, região mais pobre da palestina e de onde vários movimentos revolucionários tiveram origem, interagisse depois com a cultura helênica. Ninguém ficou incólume ao poder da cultura grega, não é?

    valeu, abraços

    • Luísa L. diz:

      Bom dia Eduardo, muito obrigada pelo seu comentário e esclarecimentos. Relativamente à sua observação,

      “Não conheço o Ivani mas ele deve ser um historiador, pois escreve com muita certeza do que diz mesmo sem citar fontes”

      creio que me escapou alguma informação, quando publiquei o vídeo. Obviamente que, num pequeno vídeo não cabem informações sobre as dezenas de fontes consultadas, mas eu deveria ter colocado o link que se segue. Se o Eduardo o aceder, encontrará lá as fontes dos vídeos do Ivani Medina.

      http://pt.scribd.com/doc/74391300/Por-Que-o-Cristianismo

      Abraços!

  4. Eduardo, fiz um resumo ilustrado da minha pesquisa que foram publicados no 4Shared e no Scribd. Aliás, eu já havia deixado esta informação no seu blog. Dê uma lidinha e depois a gente conversa.
    Abraços.

  5. Valéria diz:

    Oi minha querida Luíza, parabéns a você e ao Ivani por este trabalho sensacional!
    Não sou historiador e sequer me atrevo a tentar desvendar a origem das religiões, mas ver vídeos como este torna mais forte ainda em mim a certeza que a toda a nossa história foi escrita pelos homens e por eles interpretadas conforme as características e cultura adquirida… no fundo acredito que tudo pode ter várias interpretações e sempre vai depender da visão cultural de quem a interpreta!
    É bom ver versões e mais versões sobre nossa história, pois assim, mais subsídios temos para avaliar e quem sabe tentar chegar próximo a verdades da evolução.
    Beijo no coração

    • Luísa L. diz:

      Valéria, o Ivani é uma pessoa super competente e faz um trabalho isento e claro. Eu gosto muito de o tentar acompanhar.
      Um abraço apertado e um grande beijinho!

  6. Lena diz:

    Oi Luisa, a história é inequívoca, quando vasculhada trás a verdade à tona. Porém, me necessário abrir um parentese, não podemos confundir catolicismo e cristianismo, o primeiro é apenas uma parte do segundo, que possui uma amplitude maior. Teu texto dirige-se à religião católica romana e ortodoxa, ambas originadas da Igreja fundada por Saulo ou Paulo e suas pregações em Éfeso e Antioquia, Corinto e Damasco antigo domínio grego. A doutrina organizada por Paulo, contrastava com a Igreja de Jerusalém de Tiago e a doutrina gnóstica de Tomé, além de outras de menor importância, como a escola essênica. A verdade é, e não pode ser negada, que a história foi contada pelos vencedores, no caso, o catolicismo romano. Por conveniência política, o Imperador Constantino torna o catolicismo a religião oficial do Império Romano, em 325dC, mas por questões de ordem religiosa com crenças pagãs, alguns anos mais tarde incorpora credos e cultos pagãos à nova religião, tal como, o culto a Ísis (rainha do céu e mãe de deus), Mitra (sacrifício e teofagia, alimentar-se do corpo e sangue de deus), Netuno (panteão de deuses substituído por santos), Osíris (nascimento de uma virgem sem a necessidade de relação) e outros.
    Bela postagem!
    BJOS

  7. Beth Muniz diz:

    “Quem conta a história são os vencedores”!
    Mas, o curso da história, que não para, mesmo que demore, sempre revelará a verdade.
    Foi assim com a Noite dos Cristais, na segunda guerra mundial e agora com o trabalho da Ivani.
    Excelente vídeo e informações.
    Belo trabalho o de vocês.
    Gostei muito.
    Vou compartilhar com o maior prazer.
    Beijo.

Sirva-se de frutos, prove o hidromel e diga de sua justiça!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s