Falácias com Regras Gerais

Falácias com regras gerais

Stephen Downes

Uma regra geral é um enunciado habitualmente verdadeiro mas nem sempre o é. As regras gerais são indicadas, muitas vezes, por expressões como “quase sempre” ou “a maioria”. Por exemplo, “a maioria dos conservadores favorecem cortes na Segurança Social”. Algumas vezes usamos a palavra “geralmente”, como em “Geralmente os conservadores são a favor de cortes na Segurança Social”. Mas algumas vezes nenhuma palavra específica é usada, como, por exemplo, em “Os conservadores favorecem cortes na Segurança Social”. As regras gerais nem sempre são estritamente verdadeiras. Portanto, quando alguém trata uma regra geral como se fosse estritamente sempre verdadeira, comete uma falácia.

Falácia do acidente

É aplicada a regra geral quando as circunstâncias sugerem que se deve aplicar uma excepção à regra.

Exemplos:

  1. A lei diz que não deves conduzir a mais de 50 Km/h. Portanto, mesmo que o teu pai não possa respirar, não deves passar dos 50 km/h.
  2. É bom devolver as coisas que nos emprestaram. Portanto, deves devolver essa arma automática ao louco que te a emprestou. (Adaptado de Platão, A República, I).

Falácia inversa do acidente

Aplica-se uma excepção à regra geral a casos em que se deve aplicar a regra geral.

Exemplos:

  1. Se deixarmos os doentes terminais usar heroína, devemos deixar toda a gente usá-la.
  2. Se deixou que Joana, a tal moça que foi atropelada por um camião, entregasse o trabalho mais tarde, também deveria permitir que toda a turma entregasse o trabalho mais tarde.
Anúncios

Sobre Luísa L.

Portuguesa, alentejana, apaixonada pelas artes e letras em todas as suas manifestações.
Esta entrada foi publicada em Filosofando com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

4 respostas a Falácias com Regras Gerais

  1. Pingback: Ver! | Blog | Falácias com Regras Gerais

  2. Sempre achamos que dentro da generalização este implícito a excepção que achamos correta!

  3. Atena diz:

    É, você estava querendo dar nó na cabeça dos leitores. rsrs
    Sempre minha lucidez e meu discernimento me guiaram no que toca a regras gerais.
    Estou errada ou sou uma exceção à regra? rsrs
    abraços

  4. Beth Muniz diz:

    Oi Luisa,
    Estou há mais de 3 dias lendo e refletindo sobre o tema.
    Conclusão?!
    Vou abrir uma exceção e continuar a leitura… rsrsrs
    Beijos.

Sirva-se de frutos, prove o hidromel e diga de sua justiça!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s